Portugal é o segundo país da UE com maior média de mortes na última semana

A média de novos casos nos últimos sete dias na UE situa-se em 154,77, subindo dos 128,11 registados na semana passada, e no mundo em 68,63, quando na semana passada era de 66.

Portugal é o segundo país da União Europeia (UE) com maior média diária de mortes atribuídas à covid-19 por milhão de habitantes nos últimos sete dias, segundo os registos do 'site' de estatísticas Our World in Data.

Os dados dos últimos sete dias indicam que Portugal apresentou uma média de 1,19 (superior às 0,71 registadas no início da semana passada), e somente atrás do Chipre, que apresenta uma média de 2,57. No terceiro lugar desta hierarquia está a Grécia, com uma média semanal de 0,66 óbitos associados à covid-19 por milhão de habitantes.

O registo português está bastante acima da média apresentada no cômputo geral pela UE, de 0,27 na última semana. No resto do mundo, Namíbia (17,15), Tunísia (12,97) e Paraguai (7,31) são os países com mais de um milhão de habitantes em pior situação ao nível de mortes.

Quanto aos novos casos diários de infeção por SARS-CoV-2 por milhão de habitantes, Portugal manteve na última semana a quinta posição entre os estados-membros da UE, com uma média de 313,46 casos por dia por milhão de habitantes, apenas atrás de Chipre, com uma média de 1.049,22, Espanha (550,61), Malta (387,61) e Países Baixos (380,50).

No extremo oposto, com a menor média diária de novos casos na última semana, encontram-se Polónia, com 2,73, Roménia, com 4,90, e Hungria, com 5,56.

Apesar de já não estar na UE, o Reino Unido encontra-se entre os países europeus com os números mais elevados e uma média de novos casos a sete dias de 564,23 por milhão de habitantes.

Entre os países do resto do mundo com mais de um milhão de habitantes, Portugal subiu do 17.º para o 10.º lugar numa lista liderada pelo Botswana, com 700,06 novos casos, seguido de Cuba (644,26), Reino Unido (564,23), Espanha (550,61) e Geórgia (547,12).

A média de novos casos nos últimos sete dias na UE situa-se em 154,77, subindo dos 128,11 registados na semana passada, e no mundo em 68,63, quando na semana passada era de 66.

Relativamente aos internamentos, os dados mais recentes disponíveis variam muito entre os países da UE, mas até à semana passada, mais concretamente 18 de julho, o 'ranking' de doentes covid-19 internados em hospitais por milhão de habitantes era liderado por Chipre (245,49), seguido de Bulgária (106,64) e França (102,66). Para Portugal, os números mais recentes nesta plataforma remontam ao dia 14 de julho, com 71,98.

Em termos de vacinação, em números atualizados no domingo no Our World in Data, Portugal tem 51,03% da população completamente vacinada, acima da média comunitária de 46,26%.

Neste aspeto, Malta é o estado-membro mais avançado, com mais de 83% da população totalmente vacinada contra a covid-19, seguindo-se Hungria (55,64), Bélgica (53,51), Irlanda (52,46) e Portugal.

A covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, a Índia ou a África do Sul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG