Derrames de petróleo? Este novo tipo de fogo pode ajudar

Estas chamas não produzem fumo nocivo e são responsáveis pela produção de pouca fuligem

Os investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos da América, encontraram um novo tipo de fogo mais estável e menos poluente. De acordo com os cientistas, esta descoberta pode ser a solução tão esperada para o "pesadelo ecológico" que são os derrames de petróleo, já que estas chamas parecem consumir o combustível mantido sobre a água de forma mais "limpa" (isto é, quase não produzem fuligem) e segura (uma vez que se trata de um fenómeno estável.)

Observado numa câmara de teste, este tipo de fogo (nunca antes estudado) reagiu inesperadamente à sucção do ar frio: primeiro, cresceu; depois, diminuiu ao ponto de se tornar numa chama azul estável.

Os investigadores acreditam que, enquanto a chama arde à superfície, o combustível evapora-se e mistura-se com o oxigénio, criando um fogo mais limpo e "tranquilo". Nenhum indício de fumo nocivo foi encontrado durante a experiência, explica a Quartz.

De acordo com a International Tanker Owners Pollution Federation, entre 1970 e 2015, seis mil milhões de quilos de petróleo foram derramados nos oceanos, cuja limpeza se tem mostrado complexa. Os derrames são uma ameaça à fauna e flora nas regiões afetadas, como na catástrofe do Deepwater Horizon, no Golfo do México.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG