38 milhões de pedaços de lixo em ilha no Pacífico

Soldados de brincar, dominós, escovas de dentes e centenas de capacetes de todos os tamanhos, feitios e cores entre os objetos encontrados

Um grupo de investigadores encontrou 38 milhões de pedaços de lixo numa pequena ilha desabitada no Pacífico, sobre a qual publicou hoje um artigo numa revista científica.

Quase todo o lixo encontrado na ilha de Henderson era plástico, incluindo soldados de brincar, dominós, escovas de dentes e centenas de capacetes de todos os tamanhos, feitios e cores.

Os investigadores dizem que a densidade do lixo foi a mais elevada a ser registada em qualquer local do mundo, apesar de a ilha Henderson ser extremamente remota e minúscula. A ilha está localizada a meio caminho entre a Nova Zelândia e o Chile e é reconhecida como património mundial da UNESCO.

A investigadora da Universidade da Tasmânia Jennifer Lavers liderou a autoria do relatório, que foi hoje publicado na revista "Proceedings of the National Academy of Sciences."

Ler mais

Exclusivos

Premium

25 de Abril

"Em Peniche, fechei a boca, nunca disse nada, levei muita pancada"

Esteve para ser entregue a privados, mas o governo voltou atrás e decidiu converter a fortaleza em Museu Nacional da Resistência e da Liberdade. Querem preservar a memória daqueles que por aqui passaram. Foram 2500, sobrevivem 50. Entre eles, José Pedro Soares, que nos guiou pelos corredores estreitos até à sua antiga cela.