Cinco mortos confirmados na queda de avioneta em Tires

Tudo indica que ocorreu uma explosão no ar. Marcelo Rebelo de Sousa já esteve no local

Cinco pessoas morreram esta segunda-feira em Tires, na sequência da queda de uma aeronave nas imediações do Aeródromo Municipal de Cascais, junto de um supermercado. A Proteção Civil confirma ainda quatro feridos ligeiros - três tiveram de receber assistência hospitalar e um foi assistido no local, todos devido a inalação de fumos.

Fonte do GPIAAF - Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários, confirmou à agência Lusa que os quatro ocupantes da aeronave morreram. A quinta vítima estava no solo, confirmou ao DN fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa (CDOS). Será o condutor de um camião que foi atingido pela aeronave quando se despenhou, na zona de estacionamento do supermercado Lidl. As operações continuam no local, pelo que não é possível fazer ainda um balanço final - a Proteção Civil está a verificar se há mais vítimas e nesta altura decorrem buscas secundárias em todo o perímetro afetado, ainda que não haja informação de desaparecidos.

Fonte do Lidl disse à Lusa que não há vítimas entre os funcionários da loja.

Segundo o GPIAAF, a aeronave descolou do aeródromo de Tires, tendo-se despenhado cerca de dois mil metros depois da descolagem. A bordo, seguiam o piloto e três ocupantes. Nenhum resistiu ao acidente. A Proteção Civil informou entretanto, num ponto de situação feito pelas 14:00 desta segunda-feira, que apenas um dos passageiros tinha nacionalidade suíça, ao contrário do que tinha sido avançado, e os outros três eram franceses. A aeronave tinha matrícula suíça e seguia de Tires para Marselha. Tinha chegado a Portugal na passada sexta-feira.

Em comunicado, o aeródromo municipal de Cascais informou que o voo de um operador privado Symbios orthopedic, envolvendo uma aeronave PA-31 que descolava de Cascais com destino a Marselha, com 3 passageiros e 1 tripulante a bordo, sofreu um acidente fora do espaço aeroportuário. "Foi de imediato acionado o plano de emergência do aeródromo e, dessa forma, acionados os meios internos e externos para fazer face a este acidente". O aeródromo encontra-se fechado ao tráfego aéreo. Até ao momento, não são conhecidas as causas do acidente. O piloto terá ainda tentado regressar ao aeródromo logo após a descolagem, sem sucesso.

Nove desalojados

Segundo o comandante municipal da Proteção Civil, Pedro Mendonça, "ficaram nove pessoas desalojadas" devido aos danos causados numa habitação e num anexo.

"Mas não foi preciso realojá-las porque vão ficar com familiares", acrescentou.

As nove pessoas residiam numa habitação e num anexo situado junto ao supermercado LIDL.

Marcelo Rebelo de Sousa esteve no local

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deslocou-se ao local, onde chegou pelas 13:00 para se inteirar da situação. Foi recebido pelo presidente da Câmara de Cascais, que também ali se deslocou, juntamente com outros responsáveis do município. O Presidente esteve cerca de 45 minutos em Tires.

De acordo com a Proteção Civil, no local estão 90 operacionais, 37 veículos e há 12 entidades envolvidas nas operações de socorro e buscas.

Segundo o CDOS, o alerta foi dado às 12:05. "Tudo indica que ocorreu uma explosão no ar", referiu à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil, acrescentando que o incêndio que deflagrou após o impacto da aeronave já está dominado. Uma habitação ficou danificada, tal como a parte traseira do complexo do Lidl.

As testemunhas no local descrevem duas explosões, uma que ocorreu ainda em voo da aeronave, e uma segunda já no solo.

Trânsito cortado na Avenida Amália Rodrigues e envolvente

O trânsito na Avenida Amália Rodrigues, em Tires, concelho de Cascais, foi hoje cortado na sequência da queda de uma aeronave, anunciou o município.

Segundo uma nota publicada na página da Câmara de Cascais no Facebook pouco depois das 13:00, o trânsito está interrompido nesta via e na zona envolvente.

O aeródromo de Tires, em Cascais, que foi hoje encerrado na sequência da queda de uma aeronave nas proximidades, foi já reaberto, indicou fonte da infraestrutura.

Segundo a fonte, a reabertura ocorreu às 14:20. O alerta para a ocorrência foi registado cerca das 12:00.

Exclusivos