Hindus podem comprar água sagrada do Ganges através da Internet

A novidade foi anunciada pelo ministro das Telecomunicações indiano

Os hindus vão poder ter a possibilidade de receber água do rio sagrado Ganges pelo correio, anunciou hoje o ministro das Telecomunicações indiano, que assim quer apostar no comércio digital, setor em grande crescimento no país.

Ravi Shankar Prasad explicou que são crescentes os pedidos dos interessados em ter acesso, via postal, às águas do Ganges.

"Pedi ao departamento dos correios que utilizasse as plataformas de comércio digital para fornecer 'Gangajal' (água do Ganges) às pessoas", disse Ravi Shankar Prasad, acrescentando que o projeto é para ser lançado a curto prazo.

"Se um funcionário dos correios pode distribuir telemóveis, 'saris' (vestidos indianos), roupas e joalharia, porque não pode distribuir também água do Ganges?", argumentou o ministro.

O Ganges é um rio sagrado para os hindus, associado à deusa Ganga, que se estende por mais de 2.500 quilómetros, dos Himalaias, no norte da Índia, até ao vizinho Bangladesh.

O serviço público dos correios indianos - India Post -, concluiu nos últimos dois anos contratos com cerca de 400 sociedades de comércio digital, entre as quais a Amazon e o gigante indiano Flipkart, para assegurar a distribuição de uma grande quantidade de produtos.

Atualmente, a Índia entrega diariamente 75.000 encomendas postais, um número 15 vezes superior ao registado em 2014.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG