Hanan, a professora primária que ganhou 903 mil euros

Jovem cresceu num campo de refugiados palestiniano. Recebeu prémio de Melhor Professora do Mundo pelo seu "contributo extraordinário"

Hanan Al Hroub recebeu o prémio de Melhor Professora do Mundo (Global Teacher Prize) no valor de 903 mil euros (um milhão de dólares) pelo seu "contributo extraordinário". A jovem, que cresceu num campo de refugiados palestiniano, tornou-se professora depois de os filhos e marido terem sido atacados e ter sentido que na escola não conseguiam apoiar as crianças. O prémio foi entregue domingo.

Segundo o site da CNN, Hanan aceitou o prémio "por todas as professoras em geral e pelas palestinianas em particular". A jovem explicou que por não ter o apoio que sentia necessário para os filhos na escola, a família criou jogos para os filhos e vizinhos. As notas melhoraram, assim como o comportamento, contou. É esta a técnica que ela agora usa nas escolas.

"Há crianças que podem não viver os assaltos ou a violência diretamente, mas assistem na televisão e nos meios de comunicação. Isso afeta-os na mesma", disse Hanan Al Hroub, acrescentando: "Digo a todos os professores, sejam palestinianos ou não, que o nosso trabalho é humano e nobre. Devemos ensinar às nossas crianças que a nossa única arma deve ser o conhecimento e a educação".

"Digo a todos os professores, sejam palestinianos ou não, que o nosso trabalho é humano e nobre

O anúncio de que Hanan Al Hroub venceu o prémio foi feito pelo Papa Francisco. "Quero dar os parabéns a Hanan Al Hroub por "ter ganho este prémio tão prestigiado relacionado com o papel importante que desempenhou na educação das crianças".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG