Governo quer reduzir número de farmácias de serviço

Proposta de alteração do decreto-lei que fixa o horário dos estabelecimentos

O Governo está a preparar-se para reduzir o número de farmácias de serviço disponíveis no país, revela a edição desta terça-feira do JN, através de uma proposta de alteração do decreto-lei que fixa o horário daqueles estabelecimentos.

A confirmar-se esta decisão governamental a população terá de fazer deslocações maiores para comprar medicamentos durante a noite ou fora dos horários do expediente, uma vez que a alteração do decreto-lei prevê a alteração de três para cinco quilómetros a distância entre farmácias com serviço por turnos.

A Associação Nacional de Municípios Portugueses já deu entretanto parecer desfavorável a esta alteração, alegando que "não faz qualquer sentido a diminuição do nível do serviço prestado às populações".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG