Em agosto, as noites são de "chuvas de estrelas"

Evento pode ser observado a olho nu

Agosto traz mais horas de luz, dias mais quentes e uma das mais impressionantes "chuvas de estrelas" do ano: as Perseidas. Na sexta-feira, dia 12 de agosto, ocorrerá a atividade máxima do conhecido fenómeno, que, em Portugal, nesse dia não será visível, já que acontecerá entre as 13:00 e as 15:30.

Ainda assim, os curiosos têm até 24 de agosto para observar a chuva provocada pelo cruzamento da Terra, no seu movimento de translação, com a órbita do cometa Swift-Tuttle. Espera-se que os céus dos dias próximos do pico sejam os mais deslumbrantes.

A "chuva" provocada pela passagem de, em média, 150 meteoros por hora poderá ser ainda observada com maior eficácia nas noites próximas da Lua Nova. Esta terça-feira, dia 02 de agosto (pelas 21:45), os interessados têm, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa, uma boa oportunidade para se encantarem com este evento astronómico.

Os conselhos para uma boa observação são simples: fuja à poluição luminosa, se puder, escolha céus pouco nublados e não se esqueça de levar uma manta confortável para se sentar e apreciar o espetáculo. Nenhum equipamento é necessário.

O cometa Swift-Tuttle é, à parte da Lua, o maior objeto celeste conhecido a passar nas proximidades da Terra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG