Dois casos da variante brasileira detetados na região de Lisboa

Os casos foram comunicados à DGS e as amostras foram enviadas para o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

Dois casos da variante com origem no Brasil do novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, foram detetados na região da grande Lisboa pela Unilabs, disse à Lusa fonte oficial do laboratório.

"A Unilabs detetou, e já notificou as autoridades, a presença de dois casos da variante B.1.1.28 (variante brasileira do vírus SARS-CoV-2)", disse a fonte oficial da Unilabs Portugal.

"Os casos foram detetados na região da Grande Lisboa através de sondas especificas de RT-PCR em amostras de dois indivíduos positivos", acrescentou.

Os casos, disse ainda a fonte, foram comunicados à Direção-Geral da Saúde (DGS), e as amostras foram enviadas para o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) "para o seguimento epidemiológico e laboratorial adequado".

As amostras vão ser analisadas, refere o INSA

O laboratório, referiu a fonte, tem vindo a colaborar com o INSA e com a DGS disponibilizando dados em tempo real através da plataforma de "Data Intelligence" relativamente à variante inglesa.

O INSA confirmou entretanto em comunicado enviado à Lusa "a receção de duas amostras suspeitas de estarem associados à variante genética do SARS-CoV-2 primeiramente detetada no Brasil".

O INSA acrescenta que as amostras serão agora analisadas, de forma a concluir se se tratam de facto de casos de covid-19 associados a esta variante.

Há uma "progressão da proporção de casos confirmados com a nova variante" associada ao Reino Unido

A Direção-Geral de Saúde também refere que "assim que são identificadas variantes que suscitam reforço de monitorização são contactadas as autoridades de saúde, de forma a confirmar que o caso está isolado e que todos os contactos estão identificados e em isolamento profilático".

Nos casos de covid-19 em Portugal há uma "progressão da proporção de casos confirmados com a nova variante" associada ao Reino Unido, que tem "maior foco" na região de Lisboa e Vale do Tejo, disse na terça-feira um especialista da DGS, André Peralta.

A variante detetada no Brasil ainda não tinha sido noticiada em Portugal. Especialistas brasileiros sugerem que a variante é mais transmissível.

A Unilabs tem uma rede de mais de 1000 unidades de atendimento em análises clínicas e outras valências. O grupo Unilabs foi criado em 1987 na Suíça e está em Portugal desde 2006.

Em Portugal, morreram já 14 718 pessoas dos 774 889 casos de infeção por covid-19 confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG