"À semelhança do campeonato." DGS apela a adeptos que festejem Taça em segurança

A Direção-Geral da Saúde apela ao cumprimento do distanciamento físico, uso da máscara, que se evite ajuntamentos e defendeu que eventuais celebrações sejam feitas no âmbito do "grupo restrito".

A Direção-Geral da Saúde (DGS) apelou ao cumprimento das medidas de prevenção da covid-19 nos festejos após a final da Taça de Portugal, que se disputa este domingo à noite (20.30) em Coimbra, entre Benfica e Sporting de Braga.

Numa nota publicada no site oficial, a autoridade de saúde destacou que "à semelhança do jogo decisivo do campeonato nacional de futebol, recomenda-se aos adeptos que festejem em segurança, protegendo-se e protegendo quem os rodeia".

Por isso, lembrou o cumprimento do distanciamento físico, o uso da máscara, que se evite ajuntamentos e defendeu que eventuais celebrações sejam feitas no âmbito do "grupo restrito".

O encontro da semana passada entre o Sporting e o Boavista, da 32.ª jornada da I Liga, que deu aos leões o título de campeão, motivou igual apelo da DGS, mas ficou marcado pelos festejos de milhares de adeptos 'leoninos' em redor do Estádio José Alvalade e no centro de Lisboa, quase sempre sem distanciamento físico e muitos sem usar máscara de proteção.

Como forma de dissuadir a aproximação de pessoas à zona do Estádio Cidade de Coimbra, antes, durante e depois do jogo da final da Taça, a PSP anunciou a proibição total da circulação de pessoas e veículos em torno do recinto a partir das 16.00 deste domingo.

Duas horas depois, às 18.00, são igualmente fechadas as esplanadas nas zonas da Praça do Comércio e da Praça da República, na Baixa e na Alta da cidade, respetivamente. Os responsáveis da PSP recordaram que, no contexto da atual situação de calamidade, "não é permitido o consumo de bebidas alcoólicas na via pública".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG