Detido por matar e desmembrar ex-namorada

Homem de 28 matou antiga companheira, de 32 anos, tendo depois enterrado o cadáver

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 28 anos suspeito de ter matado uma antiga namorada, em Sintra, desmembrando o corpo, que enterrou em Salvaterra de Magos.

Numa nota, a PJ adiantou que o crime deverá ter ocorrido no início de janeiro deste ano, na residência do suspeito, situada no concelho de Sintra.

"Na sequência de um conflito que vinha mantendo com a vítima, uma mulher, de 32 anos, sua antiga namorada, o detido tê-la-á molestado com uma violência tal que lhe veio a provocar a morte", realçou a PJ.

O homem terá depois, segundo a polícia, desmembrado o corpo e enterrado o cadáver "numa zona rural sita no concelho de Salvaterra de Magos".

O detido será presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Na hora dos lobos

Na ação governativa emergem os sinais de arrogância e de expedita interpretação instrumental das leis. Como se ainda vivêssemos no tempo da maioria absoluta de um primeiro-ministro, que o PS apoiou entusiasticamente, e que hoje - acusado do maior e mais danoso escândalo político do último século - tem como único álibi perante a justiça provar que nunca foi capaz de viver sem o esbulho contumaz do pecúlio da família e dos amigos. Seria de esperar que o PS, por mera prudência estratégica, moderasse a sua ação, observando estritamente o normativo legal.