Asteróide proveniente de fora do sistema solar parece um charuto

Astrónomos dizem que o primeiro objeto interestelar detetado foi visto em outubro a partir da Terra

O objeto que em outubro foi detetado por um telescópio no Havai tornou-se o primeiro asteroide interstelar observado pelos cientistas. Segundo um artigo científico publicado esta segunda-feira na revista Nature, foi-lhe dado o nome de Oumuamua (nome havaiano que significa mensageiro) e a sua forma será similar à de um charuto de cor escura e avermelhada. As suas medidas deverão ser de 400 metros de largura e quatro quilómetros de comprimento, de acordo com o Observatório do Sul Europeu (ESO).

A composição do asteroide deverá ser rochosa ou com um elevado conteúdo em metais, a julgar por observações do Very Large Telescope, o telescópio que o ESO tem no Chile, e de outros espalhados pelo mundo. No referido artigo, pode ler-se que este objeto no viajava no espaço há milhões de anos antes de passar pelo nosso sistema solar.

"Tivemos que atuar muito rapidamente. O Oumuama já tinha passado o ponto da sua órbita mais próximo do sol [em setembro) e seguia para o espaço interstelar", esclarece um membro da equipa do ESO, Olivier Hainaut, numa nota de imprensa.

"O nosso plano é analisá-lo até ao final do ano, para que possamos obter a melhor imagem possível e descobrir de onde veio", admitiu ao portal The Verge uma das autoras do estudo do Instituto de Astronomia da Universidade do Havai, Karen Meech.

Exclusivos