Quando os advogados nos dão música - e isso é bom

As oito maiores sociedades de advogados voltam a juntar-se no dia 13 para mais um concerto solidário Rock'n'Law. Dar casas aos sem-abrigo é o objetivo

Há nove anos que é assim. Os maiores escritórios de advogados do país juntam numa sala instrumentos e vozes das bandas criadas pelos seus talentos e fazem uma grande festa. Concerto ou festival, com organização profissional mas feito a partir dos hobbies de alguns dos maiores nomes da advocacia e bilhetes vendidos a qualquer um que queira assistir ao espetáculo, no fim da noite são feitas as contas e o dinheiro angariado - que inclui também patrocínios e outras contribuições feitas diretamente no site - segue para a causa escolhida.

Nos últimos oito anos de Rock'n'Law, quase meio milhão de euros foram entregues a 14 projetos de solidariedade social, incluindo apoio a idosos, combate à fome, luta contra a violência doméstica e inclusão de pessoas com deficiência. E na sexta-feira, quando a nova edição acontece no Kais, em Lisboa, os fundos revertem para a causa mais cara a Marcelo Rebelo de Sousa. Sob o lema "Queremos menos pessoas na rua" e com o Alto Patrocínio do Presidente da República, o projeto Casas Primeiro, da Associação para o Estudo e Integração Psicossocial (AEIPS), foi o escolhido.

O objetivo é ajudar pessoas como Manuel, Sónia e Vera, até que "todos tenham uma casa", porque "o direito ao abrigo é de todos", lê-se na página do Rock'n'Law. Com os apoios conseguidos, a AEIPS prevê conseguir dar uma casa a mais 25 pessoas que hoje vivem nas ruas e estão especialmente vulneráveis, uma vez que vivem com doença mental.

Criada há 30 anos, a AEIPS desenvolve programas e serviços de apoio a pessoas com doença mental, nos domínios de habitação, educação, formação e emprego. Inovador em toda a Europa, o Casas Primeiro tem contribuído para tirar das ruas aqueles que ali vivem há mais tempo e estão mais afastados da sociedade e ajudá-los a retomar a sua vida, começando pelo acesso imediato a uma casa, como ponto de partida para o processo de recuperação e integração social. Cada pessoa apoiada conta com uma equipa de profissionais técnicos sociais e de saúde disponível 24 horas para apoiá-la, estabilizá-la e ajudá-la no processo de reintegração.

Iniciativa sem fins lucrativos, no Rock'n'Law vão atuar bandas constituídas por advogados como António Lobo Xavier, Jorge Brito Pereira, Daniel e Francisco Proença de Carvalho e um DJ, estando representadas as sociedades CMS Rui Pena & Arnaut; Cuatrecasas, Gonçalves Pereira; DLA Piper ABBC; FCB & Associados; Garrigues; Gomez-Acebo & Pombo; Linklaters; Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados; PLMJ; SRS; Uría Menéndez-Proença de Carvalho e Vieira de Almeida.

"A entrada no evento será feita mediante uma contribuição (20 euros) que reverterá para o projeto, explica-se na página online da organização. Mas também é possível simplesmente entrar em rocknlaw.pt e deixar um donativo para ajudar a encontrar casas e reintegrar os sem-abrigo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG