Crianças com passes grátis em Lisboa a partir de 1 de fevereiro

Medina já anunciou investimento. Em Sintra, concelho da área metropolitana, vai manter competências delegadas

À semelhança de Cascais, outras autarquias estão também a tomar conta dos seus transportes. O caso mais recente e de maior impacto é Lisboa que a partir de 1 de fevereiro vai gerir a Carris. E para onde já foi anunciado um investimento com novos autocarros e passes gratuitos para para crianças e descontos para idosos.

Noutros pontos da Área Metropolitana de Lisboa (AML), como Sintra para já o plano é manter a gestão delegada na Área Metropolitana de Lisboa. "Sintra como os restantes concelhos da AML, delegou essa competência na AML. O novo concurso internacional dos transportes deverá estar operacional em 2019 e até lá haverá todos os contactos necessários entre a AML e a Câmara de Sintra", disse ao DN, o gabinete de comunicação da autarquia.

Já em Lisboa, o plano passa por gerir os autocarros. Hoje deve ser aprovada em reunião de câmara a constituição do conselho de administração da rodoviária. O objetivo é reconduzir os atuais administradores, Tiago Farias (presidente) e Realino de Matos e António Pires (vogais).

Quando assinou o protocolo de transferência da gestão do Estado para a câmara, Fernando Medina anunciou um reforço de 250 novos autocarros nos próximos três anos, um investimento de 60 milhões de euros, a contratação de 220 motoristas, a criação de 21 novas linhas e, ainda, a atribuição de passes gratuitos a todas as crianças até aos 12 anos e descontos para os idosos.

A passagem esteve para ser a 1 de janeiro, mas a promulgação do Presidente da República só aconteceu no penúltimo dia de 2016, atrasando a transferência um mês.

Exclusivos