Cientistas chineses descobrem novos dados sobre origem dos vírus

Descoberta poderá melhorar a forma como se luta contra doenças que resultam de infeções

Uma equipa de cientistas chineses descobriu novos dados sobre a origem dos vírus com ácido ribonucleico (ARN), uma descoberta que poderá melhorar a capacidade de tratar doenças infecciosas novas, noticiou um jornal local.

Especialistas do Centro de Saúde Pública de Xangai descobriram, após anos de pesquisa, que aqueles vírus podem não ter aparecido tão recentemente quanto se pensava, já que encontram sinais do ácido em vários vertebrados, como peixes e répteis, indicou o jornal Shine na edição de segunda-feira.

De acordo com o cientista-chefe da equipa de cientistas chineses, Zhang Yongzhen, a descoberta alterou "completamente a compreensão da virosfera".

"Muitos patogénicos humanos que no passado só foram encontrados em mamíferos, encontrámos agora em pássaros e diferentes tipos de peixes", explicou.

O que significa que esses vírus, que causam muitas doenças em animais, humanos e plantas, são tão antigos quanto os seus hospedeiros vertebrados.

Muitas doenças humanas graves como a sida, Ébola, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e gripe são causadas por vírus.

Esta descoberta pode vir a melhorar a capacidade de detetar e identificar micro-organismos e, desta forma, tratar com mais precisão doenças infecciosas novas e desconhecidas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG