China planeia capturar asteroide e colocá-lo na órbita lunar

Muitos dos asteroides presentes no Sistema Solar, alguns relativamente perto da Terra, contêm uma alta concentração de metais preciosos

O programa espacial chinês estuda lançar uma missão que "capture" um asteroide e o coloque na órbita da Lua, visando explorar os seus minerais e metais ou até usá-lo como estação permanente, avançou um jornal de Hong Kong.

Citado pelo South China Morning Post, o chefe do programa chinês de exploração lunar, Ye Peijian, assinalou que, até 2020, a China lançará as suas primeiras missões com destino a asteroides, corpos espaciais nos quais também a norte-americana NASA está interessada, pelos possíveis usos na mineração ou agricultura.

Ye sublinhou que muitos dos asteroides presentes no Sistema Solar, alguns relativamente perto da Terra, contêm uma alta concentração de metais preciosos, e ainda que por agora a sua exploração seja uma missão de alto risco, poderá a longo prazo ser muito rentável.

O plano chinês é "capturar" um asteroide, que começaria com a aterragem de uma nave no corpo celeste, para depois fixar-se a este.

A nave estaria equipada com poderosos motores, com os quais poderia arrastá-lo até à órbita da Lua, um plano que exigirá quarenta anos de investigação, segundo Ye.

Em março passado, a imprensa oficial chinesa noticiou que o programa espacial chinês planeia enviar sondas espaciais para estudar os movimentos de três asteroides.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG