Carrilho condenado por ameaça agravada a amiga de Bárbara Guimarães

O caso a que se refere esta condenação remonta a 2014, quando o ex-governante ameaçou de morte uma amiga da ex-mulher

O ex-ministro Manuel Maria Carrilho foi condenado pelo crime de ameaça agravada a uma amiga de Bárbara Guimarães, esta terça-feira. Carrilho terá de pagar 1800 euros de multa (ou a cumprir 100 dias de prisão) e a 2500 euros de indemnização à vítima por danos morais, segundo avança a SIC Notícias.

O caso a que se refere esta condenação remonta a 2014, já depois da separação do casal, e a visada foi Paula Cristina Goulão Martins, abordada por carrilho num centro comercial de Lisboa. Segundo a edição online do Expresso, o antigo governante dirigiu-se à queixosa ao gritos dizendo: "Tu és uma mulher morta. Estás morta, vou-te matar minha ****. Vou destruir e estragar todos os vossos negócios e empresas".

Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães foram casados dez anos e têm dois filhos em comum. Em 2013 avançaram para um divórcio litigioso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG