45 mortos em quedas de aeronaves nos últimos oito anos

Acidente desta segunda-feira causou cinco mortos. Quatro estava no aparelho e outro no solo

Desde 2009 registaram 51 acidentes com aviões, ultraleves, avionetas e helicópteros, que vitimaram 45 pessoas. Cinco delas no acidente desta segunda-feira, o mais grave dos últimos anos, segundo os dados oficias mais recentes. Uma aeronave suíça caiu em Tires, junto ao supermercado Lidl, com quatro pessoas a bordo, a quinta vítima era uma pessoa que estaria no parque de descargas de um supermercado.

Ainda está a decorrer a investigação ao acidente que aconteceu por volta do meio dia. Fonte oficial do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários - GPIAAF, referiu, à Lusa, que a aeronave descolou do aeródromo de Tires pelas 12.00, tendo-se despenhado cerca de dois mil metros depois da descolagem.

As vítimas são três franceses, um suíço, não se conhecendo ainda a identidade da quinta. De acordo com testemunhas, a aeronave terá explodido no ar, causando ainda um incêndio ao embater numa habitação e um anexo. Os nove habitantes ficaram desalojados.

A indicação dada pela Proteção Civil é de que o aparelho se dirigia para Marselha, em França. O acidente acabou também por ser notícia em França e na Suíça (entre outros países), mas ninguém ainda avançava com a identidade dos ocupantes. Sabendo-se apenas que o aparelho pertencia à Symbios Orthopaedics, uma empresa especializada em próteses ortopédicas, com sede em Yverdon Les Bains, na Suíça, indicou o aeródromo.

No local esteve o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a acompanhar as operações de socorro, que mobilizaram 93 operacionais e 33 viaturas.

A queda da aeronave provocou ainda quatro feridos ligeiros, por inalação de fumo, dois dos quais foram assistidos no local e os outros dois transportados para o hospital de Cascais. Não se registaram vítimas entre os funcionários do supermercado.

Este foi o primeiro acidente mortal do ano com aeronaves, tendo apenas ocorrido um outro, a 23 de março, em Ponte de Sor. A aeronave tinha apenas uma pessoa a bordo - o aluno piloto - que perdeu o controlo e colidiu com a margem de um riacho paralelo à pista. O aluno sofreu ferimentos ligeiros.

Desde 2009, registaram-se uma média de seis acidentes por ano em Portugal, num total de 51, segundo os dados do GPIAAF. O ano com mais acidentes foi 2015, com 11 e sete mortos. O mais mortífero foi 2012: 10 mortos em nove acidentes. Ao longo destes oito anos, 45 pessoas morreram em acidentes que envolveram ultraleves, helicópteros ou avionetas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG