102 acidentes de trabalho mortais entre janeiro e setembro

Seis dos casos de acidentes mortais ocorreram com cidadãos estrangeiros

A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) anunciou hoje que registou entre janeiro e final de setembro um total de 102 acidentes de trabalho mortais e 185 acidentes graves.

De acordo com a informação disponível na página da ACT na internet, Porto (14), Lisboa e Braga (12) registaram o maior número de acidentes mortais e Faro, Viana do Castelo e Coimbra o menor (um em cada um dos distritos).

As vítimas eram na sua maioria homens (96), operários e trabalhadores não qualificados dos setores da construção e indústrias transformadoras, com idades entre os 45 e os 64 anos e de nacionalidade portuguesa.

A ACT teve, no entanto, registo de seis casos de acidentes mortais com cidadãos estrangeiros.

Em 2015, o número total de vítimas mortais por acidentes de trabalho totalizou 142 e em 2014 ascendeu a 135.