Túmulo de Herculano nos Jerónimos "virou" bengaleiro de turistas

Fotos partilhadas nas redes sociais está a gerar polémica

O túmulo de Alexandre Herculano no Mosteiro dos Jerónimos esteve a ser utilizado como "depósito" de malas e mochilas, como foi revelado esta terça-feira em imagens divulgadas nas redes sociais.

O crítico de cinema -- antigo jornalista do DN -- Eurico de Barros reproduziu as fotos com o comentário: "Turismo massificado, embrutecimento colectivo, falta de dinheiro para pagar a vigilantes e desleixo institucionalizado dão nisto: túmulo de Alexandre Herculano nos Jerónimos".

O 'post' está entretanto a tornar-se viral, com várias pessoas a compararem o sucedido com o caso do jantar de encerramento da Web Summit no Panteão Nacional.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.