Sociedade Portuguesa de Matemática diz que correção do exame de Matemática do 9.º ano tem um erro

Os critérios de correção foram divulgados esta tarde e podem ser vistos aqui.

A Sociedade Portuguesa de Matemática considera que a prova final de Matemática do 3.º Ciclo do Ensino Básico que hoje se realizou foi "bastante acessível" e ficou mesmo "aquém do grau de exigência adequado ao final da escolaridade básica". Mas a maior crítica vai mesmo para a correção proposta pelo IAVE, salientando que nos critérios de correção publicados, no item 14 é "atribuída 75% da cotação a uma resposta integralmente errada".

Os critérios de correção foram divulgados esta tarde e podem ser vistos aqui.

A crítica da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) diz respeito à correção da pergunta 14, que vale quatro pontos. O IAVE autoriza a que se desconte apenas um ponto numa situação em que a SPM considera a resposta completamente errada.

O IAVE é a entidade responsável pela realização e aplicação das provas e exames nacionais. Contactado pela Lusa, o IAVE disse não querer comentar as incorreções apontadas pela SPM.

A prova de Matemática foi realizada quase 90 mil alunos do 9.º ano, segundo dados divulgados esta tarde pelo Júri Nacional de Exames.

Segundo o parecer da SPM, a prova "está em conformidade com os conteúdos do Programa e Metas estabelecidas, não contém erros científicos, tem uma estrutura análoga à prova do ano anterior e tem uma duração adequada". No entanto, não contém qualquer questão que "permita destacar o trabalho dos alunos mais empenhados, distinguindo especificamente alunos de nível 5".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG