Só 8% das escolas vão manter provas do 4.º e 6.º ano

Ministério da Educação revela ainda que 57% dos diretores decidiram avançar já com as novas provas de aferição dos 2., 5.º e 8.º anos de escolaridade

As provas finais do 4.º e 6.º anos de escolaridade deixaram de contar para a nota mas, este ano, o Ministério da Educação autorizou ainda que fossem aplicadas, como testes de aferição, pelas escolas que o desejassem. A verdade é que a maioria declinou essa possibilidade, com apenas 8% dos estabelecimentos a manterem os testes.

O ministro Tiago brandão Rodrigues permitiu também que, apenas este ano letivo, a aplicação dos novos testes de aferição dos 2.º, 5.º e 8.º anos de escolaridade fosse facultativa. E 57% das escolas decidiram realizá-las já, de acordo com os dados divulgados pela tutela.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG