Rio já escolheu novo secretário-geral do PSD

O deputado José Silvano foi o escolhido por Rui Rio para suceder a Feliciano Barreiras Duarte no cargo de secretário-geral

A escolha de Rui Rio foi anunciada num comunicado do partido. A indigitação vai ser ratificada na próxima reunião da Comissão Política Nacional (CPN) do PSD (28 de março), passando depois para o Conselho Nacional (CN), para aprovação final.

O comunicado do PSD diz que Silvano "começará a exercer funções de imediato no partido", apesar de a sua escolha não ter sido ratificada nem na CPN nem no CN (onde aliás a lista de Rio não tem maioria).

O PSD revela vários dados biográficos sobre Silvano mas omite o mais atual: foi o representante do PSD no grupo de trabalho parlamentar que aprovou as alterações ao regime do financiamento partidário que depois o Presidente da República vetaria (e que o próprio Rui Rio contestaria, na parte sobre as isenções do IVA aos partidos).

Advogado de profissão, José Silvano, 61 anos, integra no Parlamento as comissões de Assuntos Constitucionais, Saúde e a de Trabalho e Segurança Social. Tem também assento nas comissões eventuais da Transparência e de Acompanhamento da "Estratégia Portugal 2030".

Natural de Vila Real, foi presidente da câmara de Mirandela, tendo também dirigido a distrital de Bragança do PSD. O comunicado emitido esta noite diz que em Mirandela "a sua obra é amplamente reconhecida".

Confirmando-se a escolha de Rio, Silvano sucederá a Feliciano Barreiras Duarte que, apenas um mês depois de ter iniciado funções, foi forçado a demitir-se, por causa de notícias dando conta de irregularidades no currículo académico que apresentava.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG