PSD votará contra o Programa de Estabilidade e Plano de Reformas

Os sociais democratas consideram que os documentos "são assentes num otimismo irrealista"

O PSD garantiu esta sexta-feira que se surgirem resoluções, votará contra o Programa de Estabilidade e o Plano Nacional de Reformas (PNR), se estes forem a votos, pois discorda do seu conteúdo.

O CDS anunciou hoje que apresentará durante a tarde um projeto de resolução que recomendará ao governo levar a votação estes dois documentos. Para tal suceder a maioria de esquerda terá de votar a favor desta resolução.

O deputado Leitão Amaro considerou, em declarações aos jornalistas, que os documentos do governo, ta, como já disse o Conselho de Finanças Públicas, "são assentes num otimismo irrealista". No seu entender, o governo "abdicou de qualquer verdadeira reforma", pelo que, "condena o país a não crescer".

Leitão Amaro recorda que o PSD apresentou 222 medidas para o PNR e explicou que o partido não levará por sua iniciativa os dois documentos a votos porque "é evidente o apoio que têm na esquerda parlamentar".. "Não vimos necessidade de os submeter a votos", sublinhou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG