Professores de Música, Inglês e Educação Física afetados por nova alteração no concurso

Tempo de serviço nas Atividades de Enriquecimento Curricular deixa de ser contabilizado

Os sindicatos de professores ameaçam novamente recorrer à via judicial contra o que consideram ser uma alteração nos concursos que vai dar primazia aos professores dos colégios privados em detrimento dos docentes das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC). Estes, alertam, podem estar em risco de deixar de dar aulas devido a esta alteração.

Em causa o facto de, com o Manual de Validação que chegou às escolas na sexta-feira, os professores terem percebido que o tempo de serviço prestado nas AEC já não vai contar para efeitos de concurso.

Com esta alteração, o tempo de serviço em aulas de Inglês, Música e Educação Física nas AEC deixa de contar. Professores que ganhavam menos que o salário mínimo davam aulas no âmbito das AEC para contabilizarem tempo de serviço, o que deixará de acontecer.

Assim, estes professores poderão ser ultrapassados nos concursos por colegas do ensino privado.

Os sindicatos acreditam que se a alteração for imposta, deixarão de existir professores que assegurem estas aulas extras para alunos do primeiro ciclo.

Em declarações ao Jornal de Notícias, Vítor Godinho, da Fenprof, diz mesmo que não acredita que o concurso seja concluído, adiantado que deverá ser "impugnado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG