Marcelo censura "ataque cego e cobarde" no coração da Europa

O presidente da República já transmitiu ao rei belga o "pesar, repúdio e solidariedade do povo português"

Marcelo Rebelo de Sousa salientou hoje a importância da "construção da paz, de um mundo com mais desenvolvimento económico e justiça social, mas também onde haja segurança das pessoas". Após um encontro com o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, no Palácio de Belém, o presidente da República referiu-se aos atentados desta manhã no aeroporto e numa estação de metro em Bruxelas como "um ataque cego e cobarde que atingiu o coração da Europa".

O chefe de Estado avançou que já transmitiu ao rei belga "o pesar, repúdio e solidariedade do povo português". Marcelo afirmou ainda estar a acompanhar a situação, "nomeadamente no que diz respeito à nossa compatriota que ficou ferida nesses ataques.

Já esta manhã, o primeiro-ministro, António Costa, havia condenado os ataques terroristas.

A capital belga foi esta manhã alvo de vários ataques, ainda não reivindicados. Duas explosões no aeroporto internacional de Bruxelas provocaram, pelo menos, 14 mortos, e uma outra na estação de metro de Maelbeek provocou 20, de acordo com as autoridades.

SIGA AQUI TODA A INFORMAÇÃO EM DIRETO

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.