Seis pessoas feridas em rixa entre grupos rivais de motards num restaurante do Prior Velho

Os dois grupos usaram facas, paus e outros objetos

Seis pessoas ficaram feridas este sábado, duas das quais com gravidade, numa rixa entre dois grupos rivais num restaurante no Prior Velho, em Loures, disse à agência Lusa fonte da PSP.

Segundo a mesma fonte, um grupo de cerca de 20 motards invadiu um restaurante na Rua de Moçambique para atacar um outro grupo que estava lá dentro. Os dois grupos rivais entraram em confrontos, tendo utilizado facas, paus e outros objetos.

A mesma fonte do Cometlis adiantou que os desacatos ocorreram às 12:43, tendo os envolvidos na rixa fugido.

A PSP está a tentar localizar os cerca de 20 elementos do grupo que invadiu o restaurante e fugiu, disse a fonte, frisando que os desacatos ocorreram dentro do restaurante, continuando depois as agressões na rua.

O Comando Distrital de Operações e Socorro de Lisboa avançou à Lusa que seis pessoas ficaram feridas, duas das quais com gravidade, depois de serem alvo de agressões com arma branca. Os feridos foram transportados para os hospitais de Santa Maria e São José, em Lisboa.

Entretanto, chegou também ao local a Polícia Judiciária, que vai ficar a cargo da investigação.

Segundo a TVI24, os agressores fazem parte do grupo motard Hell's Angel e o dono do restaurante será irmão de Mário Machado, dos Skinheads.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.