Preso algemado foge da polícia

Cerca de 50 pessoas revoltaram-se contra a PSP no Bairro do Aleixo, no Porto. A polícia chegou a disparar para o ar durante e um preso algemado conseguiu escapar

Um grupo de cerca de 50 pessoas cercaram agentes da PSP no Bairro do Aleixo, no Porto, tendo atirado pedras contra os agentes. Durante os confrontos, os polícias efetuaram disparos para o ar e, no meio da confusão, um preso algemado conseguiu escapar, noticia esta sexta-feira o Jornal de Notícias.

De acordo com a publicação, tudo aconteceu junto à Torre 1, no Bairro do Aleixo.

A situação aconteceu recentemente e começou com uma abordagem da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial a um jovem de 26 anos, que estava referenciado por tráfico de droga e condução sem carta.

Segundo o Jornal de Notícias, o indivíduo não terá reagido bem à intervenção da polícia, tendo instigado os populares a insurgirem-se contra os agentes. A situação complicou-se com um primo do suspeito, que proferiu insultos contra os agentes e tentou impedir o trabalho da policia.

Cerca de 50 pessoas depressa rodearam os agentes e começaram a atirar pedras e outros objetos. A polícia viu-se obrigada a efetuar disparos para o ar para dispersar a multidão.

No meio da confusão, o jovem, que estava algemado e já dentro do carro da polícia, conseguiu fugir. O primo deste foi detido no local e horas mais tarde, o fugitivo entregou-se às autoridades e foi constituído arguido.

Não foram registados feridos, apenas danos na carrinha da polícia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.