GNR confirma desaparecimento de jovem institucionalizada em Arouca

O comando territorial de Aveiro da GNR confirmou o desaparecimento hoje de manhã de uma jovem de 16 anos, institucionalizada no Centro Paroquial Rainha Santa Mafalda, e ocorrido no período de aulas na Escola Secundária de Arouca.

"Confirma-se o desaparecimento da jovem hoje durante o horário escolar, ou seja, de manhã", disse à Lusa fonte da GNR, informando já estarem a decorrer "diligências para a tentar localizar o mais breve possível".

O desaparecimento da jovem é o segundo ocorrido em duas semanas, sendo que a primeira vez foi para casa da mãe, em Leça do Balio, Matosinhos, acabando por ser a progenitora, Ilda Marques a alertar a instituição onde esta está institucionalizada desde março de 2016 da sua presença.

No dia seguinte, depois de terem apresentado queixa no Tribunal de Menores do Porto contra um homem de 41 anos "por assédio e perseguição" nos últimos meses que passou em Arouca, acabou reconduzida à instituição, revelou Ilda Marques.

A mãe da jovem disse ter sido hoje alertada pela GNR de Arouca do "desaparecimento" e que a filha "fora vista a entrar num carro no exterior da escola"

Contactado pela Lusa, o diretor técnico da instituição, Nuno Soares, recusou comentar o assunto.

Brand Story

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub