Fuga de gás e incêndio em prédio no Monte Abraão. Dois feridos graves

ATUALIZADA Moradores autorizados a regressar a casa a partir das 21.30.

Um incêndio com origem numa fuga de gás obrigou este domingo à tarde à evacuação de um prédio no Monte Abraão, Queluz, Sintra.

O incêndio originou-se no rés-do-chão do prédio na Avenida da Liberdade, tendo provocado muito fumo. Ao todo há registo de nove pessoas que necessitaram de assistência.

Um casal em pânico atirou-se do primeiro andar para fugir do local, tendo ficado gravemente ferido (testemunhas no local ouvidas antes pela CMTV referiram tratar-se de uma mulher com as netas, mas esta informação foi depois corrigida pelo presidente da Junta local). O casal foi transportado para o Hospital de Santa Maria.

Outros dois feridos ligeiros foram transportados para o Hospital Amadora-Sintra e uma pessoa ferida foi apenas assistida no local. Outras cinco pessoas precisaram de assistência, por inalação de fumos.

"O estado de saúde da senhora é mais reservado", indicou o Pedro Brás, presidente da União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão, referindo, pelas 21:30, que os "moradores já podem entrar no prédio", embora algumas casas estejam sem eletricidade.

O prédio está sem serviço de gás, acrescentou Pedro Brás.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

O Mourinho dos Mourinhos

"Neste país todos querem ser Camões mas ninguém quer ser zarolho", a frase é do Raul Solnado e vem a propósito do despedimento de José Mourinho. Durante os anos de glória todos queriam ser o Mourinho de qualquer coisa, numa busca rápida encontro o "Mourinho da dança", o "Mourinho da política", o "Mourinho da ciência" e até o "Mourinho do curling". Os líderes queriam ter a sua assertividade, os homens a sexyness grisalha e muitas mulheres queriam ter o Mourinho mesmo.