Francisca Van Dunem recusa esclarecer motivos do adiamento da visita a Angola

O "comunicado nessa matéria (...) tem lá todas as explicações", limitou-se a dizer a ministra

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, escusou-se hoje a esclarecer os motivos do adiamento da sua visita a Angola, remetendo explicações para um comunicado divulgado pelo seu ministério.

"O Ministério da Justiça emitiu um comunicado nessa matéria, que será totalmente autoexplicativo. Tem lá todas as explicações", disse a ministra, quando confrontada pelos jornalistas sobre o adiamento da visita, a pedido das autoridades angolanas, apenas um dia antes de ter início.

Num curto comunicado divulgado hoje, o Ministério da Justiça anunciou que "a visita da ministra da Justiça foi adiada, a pedido das autoridades angolanas, aguardando-se o seu reagendamento".

"Não há muito mais a dizer, como está dito no comunicado, como o comunicado explícita, a viagem foi adiada e vai haver um reagendamento", respondeu Francisca Van Dunem, que falava à margem do lançamento do livro "40 Anos de políticas de justiça em Portugal".

A confirmação da visita agora adiada foi feita a 10 de fevereiro, também em Luanda, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Caso se realizasse, a visita aconteceria uma semana depois de o Ministério Público português ter acusado, entre outros, o vice-Presidente de Angola (e ex-presidente da Sonangol) Manuel Vicente, no âmbito da "Operação Fizz", relacionada com corrupção e branqueamento de capitais.

Até ao momento, nenhum elemento do Governo angolano ou do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA, no poder) comentou a acusação.

Francisca Van Dunem, escolhida em novembro de 2015 por António Costa para ministra da Justiça, foi procuradora-geral distrital de Lisboa durante oito anos e fez toda a carreira profissional como magistrada no Ministério Público.

Nasceu em Luanda a 05 de novembro de 1955, no seio de famílias conhecidas de Angola - Vieira Dias, pelo lado materno e Van Dunem pelo paterno.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG