Rio lamenta morte de português em França

O presidente do PSD lamenta a morte de jovem português e pede união contra o terrorismo

O presidente do PSD, Rui Rio, lamentou hoje a morte de um jovem português no ataque no sul de França, e defendeu que "cada vez mais o mundo tem de se unir contra o terrorismo".

"O presidente do PSD, Rui Rio, lamenta profundamente a morte do jovem português de 27 anos de idade na cidade de Trèbes em França, vítima de mais um ataque terrorista, e envia as mais sentidas condolências a toda a sua família", refere uma nota enviada à Lusa e divulgada no site do partido.

No mesmo texto, o presidente do PSD defende que "cada vez mais o mundo tem de se unir contra o terrorismo, e derrotar a cobardia de quem não tem o mínimo de escrúpulos em matar inocentes".

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro confirmou hoje a morte de um português no ataque terrorista no sul de França, reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico, que causou quatro vítimas mortais, entre as quais o atacante, e cinco feridos.

"Confirma-se a morte de um português. Foi confirmado pelas autoridades francesas aos nossos serviços consulares", disse à agência Lusa José Luís Carneiro, acrescentando que não dispunha ainda de "dados de identificação" do cidadão português.

Segundo o mais recente balanço provisório oficial, citado na imprensa francesa, as outras três vítimas mortais foram o passageiro do automóvel que o atacante roubou em Carcassonne, duas pessoas feitas reféns num supermercado de Trèbes e o próprio atacante, morto durante o assalto policial.

Exclusivos