Reis de Espanha enviam mensagem ao familiares das vítimas portuguesas

Na mensagem assinada por Felipe VI e Letizia, os reis enviaram o seu "apoio e carinhos sinceros" à família "nestes duríssimos momentos", dizendo-se completamente unidos "à sua dor"

Os reis de Espanha enviaram esta quarta-feira, através do representante do embaixador, uma mensagem de pesar à família das duas vítimas portuguesas que morreram no atentado da semana passada em Barcelona.

"Sentimo-nos profundamente tristes pela morte de Maria de Lurdes e Maria no cruel e desprezível atentado de Barcelona. A sua memória permanecerá sempre connosco e com todos os espanhóis como um valioso testemunho de paz, liberdade e convivência face à barbárie terrorista", refere a mensagem que foi levada pelo encarregado de negócios, que representa o embaixador de Espanha, às cerimonias fúnebres das duas vítimas portuguesas do ataque, que decorrem em Cascais.

Na mensagem assinada por Felipe VI e Letizia, os reis enviam o seu "apoio e carinho sinceros" à família "nestes duríssimos momentos", dizendo-se completamente unidos "à sua dor".

As cerimónias fúnebres tiveram início no centro funerário de Cascais, onde António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa chegaram pelas 11:20. O chefe de Estado e o primeiro-ministro assistiram depois à cerimónia religiosa em memória da jovem e abandonaram o local antes das 12:15, sem prestar declarações à comunicação social.

Presentes estiveram também o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, e da secretária de Estado da Justiça, Anabela Pedroso e o secretário de Estado da Defesa, Marcos Perestrello.

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa regressarão ao Centro Funerário de Cascais pelas 14:30, para a cerimónia religiosa em memória da segunda vítima portuguesa, a avó da jovem, cujo funeral seguirá depois para o cemitério em São Pedro de Penaferrim, no concelho de Sintra.

Os cadáveres das duas mulheres, que foram entregues no domingo à família, chegaram a Portugal na segunda-feira à tarde, num avião da Força Aérea Portuguesa disponibilizado pelo Governo.

Na semana passada, Espanha foi alvo de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Cambrils, na Catalunha, que fizeram 15 mortos e 135 feridos, com a utilização de viaturas que atropelaram pessoas indiscriminadamente.

A lista de vítimas mortais do ataque em Barcelona incluiu estas duas portuguesas, uma de 74 anos, residente em Lisboa, e a sua neta, de 20.

Em Barcelona, o ataque ocorreu na quinta-feira à tarde, dia 17, nas Ramblas, uma avenida muito frequentada por turistas.

Na madrugada de sexta-feira, dia 18, cinco homens num automóvel atropelaram um grupo de pessoas em Cambrils, uma estância balnear a cerca de 100 quilómetros de Barcelona, fazendo um morto e cinco feridos.

Os dois ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (também conhecido pelo acrónimo árabe Daesh).

No domingo, o Presidente da República e o primeiro-ministro deslocaram-se a Barcelona, a convite dos reis espanhóis, para assistir a uma missa pela paz e concórdia, celebrada na basílica da Sagrada Família.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG