E se pudesse ter uma cadeira de avião em casa?

Novo leilão solidário da TAP vai disponibilizar cadeiras, armários e outros elementos das cabinas de aviões a partir de hoje, para ajudar crianças em perigo

É um daqueles casos em que o útil pode juntar-se ao agradável. A TAP volta a associar-se à eSolidar (- plataforma online de angariação de fundos) para apoiar uma importante causa solidária - e de caminho quem licitar neste leilão e vencer pode levar para casa partes do interior de cabines de aviões.

Há cadeiras de avião de classe executiva ou económica, armários, galleys e outros elementos da cabina que já voaram por todo o mundo equipando os aviões da TAP e agora podem vir a decorar a sua casa ou as instalações da sua empresa. De acordo com a transportadora, as receitas deste primeiro leilão solidário TAP/eSolidar de 2018 vão apoiar a Associação Mimar, Instituição de Solidariedade Social que criou um novo Centro de Acolhimento Temporário - Casa Mimar - para crianças em perigo, dos 0 aos 6 anos, sem família natural conhecida ou que tenham sido por ela abandonadas ou retiradas por decisão judicial.

O valor angariado reverterá para fazer face a inúmeras despesas correntes do centro de acolhimento temporário que não se conseguem cobrir com o apoio institucional da Segurança Social - despesas que vão de uma simples conta da eletricidade/água/gás até fraldas, papas, soro fisiológico ou chupetas, entre outros.

"O leilão decorre entre 26 de fevereiro e 4 de março e conta com a colaboração da empresa EAD, líder de mercado em Portugal e pioneira em custódia e gestão de arquivo no país, que, no âmbito da responsabilidade social, disponibilizou o espaço onde os produtos a leiloar estão armazenados", explica a empresa. Para clicitar, basta entrar no site da eSolidar até ao próximo domingo, 4 de março de 2018, e escolher entre mais de 60 lotes de materiais que equiparam os aviões.

"Em 2017, apenas com os leilões solidários da TAP foram angariados mais de 16 mil euros reverteram a favor de quatro organizações sem fins lucrativos", sublinha a companhia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG