Deputado do PS critica Governo por causa de tolerância de ponto

O deputado do PS Tiago Barbosa Ribeiro vê com "estranheza e estupefação" que o Governo conceda tolerância de ponto 12 de maio

Numa pequena nota colocada esta noite na sua página do Facebook, o deputado socialista considera o ato governamental "particularmente disparatado". A tolerância de ponto ocorrerá no dia em que o Papa Francisco chega a Portugal para presidir às cerimónias dos 100 anos de Fátima.

"Necessitamos de outra maturidade democrática e esta atitude irá no sentido inverso. Não é muito comum encontrar erros no Governo que apoio e para cuja maioria trabalho diariamente no Parlamento, mas aqui está um", acrescentou o deputado - eleito pelo Porto e que coordena o PS na comissão de Trabalho e Segurança Social.

Na mesma nota escreveu: "Não conheço as razões que serão invocadas no decreto, mas já antecipo que sejam facilmente rebatíveis: não pode fundamentar-se na viagem de um Chefe de Estado estrangeiro e ainda menos na viagem de um líder confessional".

Porque "de outra forma, será legítimo invocar o mesmo princípio para membros de outras religiões e, sobretudo, para quem não tem qualquer religião e vive num Estado laico, tendo também direito a tolerâncias para participar nos espetáculos que entenda".

Na parte dos comentários, respondendo a uma crítica, Tiago Barbosa Ribeiro acrescentou: "Quem quer ir a espectáculos, seja de índole religiosa ou não, tem férias para usar no exercício da sua liberdade. A República é laica."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG