Costa vai a Roma reunir-se com Renzi, Hollande e Tsipras

Primeiro-ministro foi convidado pelo homólogo italiano para uma reunião de chefes de Estado e de governo. Martin Schulz também participa

O primeiro-ministro, António Costa, vai participar na sexta-feira, a convite do seu homólogo italiano, Matteo Renzi, numa reunião de chefes de Governo e de Estado socialistas e progressistas da União Europeia, que terá lugar em Roma.

Na reunião, que decorrerá no Museu Capitolino, na capital italiana, estarão presentes o Presidente da República de França, François Hollande, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, que procederão a uma análise sobre a atual situação da União Europeia.

Esta é a segunda reunião neste formato, depois da iniciativa do presidente francês de juntar a 12 de março passado, no Palácio do Eliseu, em Paris, líderes de governos socialistas e progressistas da União Europeia.

Os chefes de governo e de Estado socialistas e progressistas vão debater em particular temas como as políticas europeias de crescimento, a promoção do emprego jovem e a questão dos refugiados.

Em Roma estarão ainda o vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans, a alta representante da União Europeia para a Política Externa e de Segurança, Federica Mogherini, o chanceler austríaco, Christian Kern, o primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, o líder dos socialistas espanhóis, Pedro Sanchez, assim como os presidentes do Partido Socialista Europeu e da bancada socialista em Estrasburgo e vários ministros dos Negócios Estrangeiros de Estados-membros da União Europeia.

No final do encontro, previsto para as 18.00 locais, António Costa regressa logo a Lisboa, onde votará no primeiro dos dois dias de eleições diretas do PS para o cargo de secretário-geral do partido - lugar ao qual concorre pela segunda vez e que desta feita tem a candidatura alternativa do ex-dirigente socialista Daniel Adrião.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG