Costa quer uma década de convergência com a UE

PS faz hoje a sua rentrée regressando a Faro, com discursos previstos de António Costa e do presidente e do partido, Carlos César

O PS quer que a rota de convergência de Portugal com a UE no crescimento económico se prolongue no mínimo por mais uma década.

O objetivo estratégico será hoje anunciado pelo líder do PS, António Costa, no comício de rentrée que o partido convocou para a zona da Pontinha, em Faro.

Segundo o DN apurou, Costa irá enaltecer as políticas que o Governo do PS tem vindo a seguir de reposição dos rendimentos sublinhando os seus resultados na descida do desemprego e no crescimento económico. Tudo sintetizado numa ideia: boas políticas dão bons resultados.

Garantirá então, já na perspetiva do Orçamento do Estado para 2018 - que terá de dar entrada no Parlamento até meados de outubro - que essas políticas terão continuidade, nomeadamente pela via do descongelamento progressivo das carreiras da Função Pública, de um alívio fiscal no IRS e de mais um aumento do salário mínimo nacional.

Como é óbvio, não faltarão críticas à oposição PSD/CDS - sobretudo ao PSD -, centradas no argumento de que os dois partidos estão presos ao passado.

O PS vai voltar à Pontinha, em Faro - o mesmo sítio onde em 1995 António Guterres lançou o partido para uma campanha legislativa vencedora que recolocaria o partido no Governo depois de dez anos de ausência.

No recinto foram montadas pelos socialistas algarvios tasquinhas representando os concelhos do distrito. Haverá também música, com Afonso Dias a cantar Zeca Afonso e um concerto de Boss AC. Os discursos começarão pelas 20.45.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG