Confederação Hidrográfica do Tejo espanhola vai solicitar declaração de seca

A medida deve-se à acentuada diminuição do nível de água acumulada em comparação com o ano anterior e a média dos últimos dez anos

A Junta de governo da Confederação Hidrográfica do Tejo (CHT) sugeriu hoje que se proponha ao Governo de Madrid a declaração de seca na parte espanhola da demarcação. Uma medida que se deve-se à acentuada diminuição do nível de água acumulada em comparação com o ano anterior e a média dos últimos dez anos.

Numa reunião que decorreu hoje à tarde, e de acordo com a agência noticiosa Efe, o órgão máximo de governo colegial da CHT propôs que seja solicitada esta declaração atendendo ao nível atual de água armazenada e à delicada situação registada há dois meses na maioria dos sistemas que não dependem das represas.

A água armazenada nas represas da bacia do Tejo é de 4.143 hectómetros cúbicos, face aos 6.393 hectómetros cúbicos existentes no anterior ano hidrológico, enquanto a média dos últimos dez anos é de 6.500 hectómetros cúbicos, indicou em comunicado a Confederação do Tejo.

O comunicado recorda ainda que na Junta de governo da CHT estão representados a administração geral do Estado, os consumidores, e as cinco comunidades autónomas com território na bacia do Tejo: Aragão, Castela-La-Mancha, Castela e Leão, Estremadura e Madrid.

A CHG recordou ainda que o Real decreto de Seca permite alterar temporariamente em situações excecionais as condições de uso do domínio público hidráulico.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG