Chefias da Guarda Prisional entregam telemóveis de serviço

A entrega, no Ministério da Justiça, acontece esta quarta-feira às 12.00. É um gesto de protesto por a ministra não ter desbloqueado os concursos para comissário prisional e chefe principal.

As chefias da Guarda Prisional estão em luta. Esta quarta-feira, às 12.00, vão entregar os telemóveis de serviço no Ministério da Justiça, comunicou a Associação Sindical de Chefias do Corpo da Guarda Prisional. Trata-se de um "gesto que, sendo simbólico, é ainda de protesto pela desconsideração e falta de respeito de que têm sido alvo", salienta o comunicado, nomeadamente pelo que dizem ser a "falta de empenho" da ministra da Justiça em "desbloquear os concursos para comissário prisional e chefe principal". As chefias da Guarda Prisional adiantam ainda que, o diretor geral das prisões lhes adiantou que "já existe parecer favorável do ministério das Finanças" para esses concursos faltando apenas a luz verde de Paula Teixeira da Cruz. A Associação Sindical explica também no comunicado que não entrega os telemóveis de serviço ao diretor geral da Reinserção Social e Serviços Prisionais, Rui Sá Gomes, pelo seu "reiterado comportamento" de, alegadamente, não se querer relacionar com as chefias "e recusando-se a ouvi-las".

Exclusivos