Carlos Alexandre muda para a antiga sede da Polícia Judiciária

Conselho Superior da Magistratura anuncia que Tribunal Central de Instrução Criminal vai mudar de instalações nas férias da Páscoa e que o DCIAP mudará já

O tribunal que investiga casos como a Operação Marquês esteve até aqui, provisoriamente, no Palácio da Justiça, em Lisboa. Carlos Alexandre e Ivo Rosa serão assim transferidos na altura das férias da Páscoa. Mas a Ministra da Justiça já validou a transferência para a ex-sede da Polícia Judiciária (PJ), situada na Rua Gomes Freire, em Lisboa. Logo ao lado da atual sede.

O Ticão funcionava até dezembro de 2014 no Campus de Justiça e ocupa-se dos casos relacionados com a criminalidade mais grave, organizada e complexa, designadamente os crimes económicos financeiros.

A mudança para o Palácio de Justiça foi feita por questões de segurança.

Já na altura a mudança efetiva estava programada para a Rua Gomes Freire para o edifício deixado vago pela PJ, cujas obras de requalificação devem atingir os 450 mil euros.

Para já, o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) vai ficar já nessas instalações.

"O Ministério da Justiça assumiu o compromisso de possibilitar a mudança do TCIC durante o período de férias judiciais da Páscoa, solicitando o acordo do Conselho Superior da Magistratura para que as instalações da Rua Gomes Freire, 213, fossem desde já disponibilizadas na totalidade para o DCIAP.

Tendo em atenção o exposto, com relevo para as indicadas vantagens das antigas instalações da Polícia Judiciária e para a indicação da Páscoa como data para a mudança do TCIC para essas instalações, o Conselho Superior da Magistratura delibera não se opor a que as instalações da Rua Gomes Freire, 213, destinadas ao TCIC sejam desde já disponibilizadas ao DCIAP."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG