Antigo presidente da freguesia em Freixo de Espada à Cinta acusado de peculato

O arguido, Rui Portela, terá determinou a transferência de três mil euros, determinando que o débito fosse falsamente contabilizado como despesa da Junta

O Ministério Público acusou um antigo presidente da Junta de Freguesia de Poiares, no concelho de Freixo de Espada à Cinta, dos crimes de peculato, desvio de um bem ou valor público, e falsificação, informou a Procuraria Geral Distrital (PGD) do Porto.

A PGD refere que os factos de que Rui Portela é acusado remontam a 2009

De acordo com a acusação, o arguido determinou a transferência de três mil euros de uma conta da Junta de Freguesia para outra, através da emissão e depósito de um cheque, determinando que o débito fosse falsamente contabilizado como despesa da Junta de Freguesia na rubrica 07.01.02.01.

Posteriormente, Rui Portela terá procedido ao levantamento de mil euros, de que, segundo a acusação, se apropriou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG