Marcelo "muito irritado" com autoridades de saúde

O Presidente da República e recandidato a Belém queria uma resposta por escrito das autoridades de saúde e não gostou das contradições relativamente à questão de poder ou não participar presencialmente no debate com os restantes candidatos na RTP.

Ao chegar esta terça-feira a casa, em Cascais, depois de ter testado positivo à covid-19 e de ter realizado mais duas análises que resultaram negativo à presença do SARS-CoV-2, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse estar "muito irritado" com as autoridades de saúde pelo facto de não lhe ter sido dada uma resposta escrita sobre se deveria ou não participar presencialmente no debate desta noite com os restantes candidatos a Belém na RTP.

"Sinto-me muito irritado porque não me dão por escrito uma posição sobre se eu podia ir ao debate ou não", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa ao chegar a casa, em declarações à jornalista da estação pública. "Portanto, não tendo uma posição, esperei, esperei. A primeira posição é que eu poderia ir, a segunda é que não, verbalmente, estou à espera de uma reunião e na dúvida vim para casa para fazer de casa, não ia fazer de Belém. O debate não é com o Presidente da República é com o candidato", justificou o chefe de Estado e recandidato às presidenciais de 24 de janeiro, "irritado" com as posições contraditórias das autoridades de saúde.

"Quando chegar [a casa], como é natural, já não tenho tempo de ir ao debate. Vou pedir à RTP para fazer videoconferência daqui, não sei bem como", adiantou.

Marcelo Rebelo de Sousa disse que vai depois ficar em casa até as autoridades entenderem que deve ficar "em isolamento".

Diz que é "legítima a decisão" de permanecer em casa, mas sublinha: "O Presidente da República tem de ser tratado como qualquer cidadão, mas no mínimo deve haver uma resposta escrita".

O chefe de Estado diz, no entanto, entender as contradições porque teve um teste positivo e dois negativos. "Tem de se apurar o que aconteceu, mas pode haver uma posição por escrito", insistiu.

O Presidente da República fez quatro testes para apurar a presença do SARS-CoV-2 (um antigénio e três PCR). O resultado do primeiro (antigénio) foi negativo, mas, entretanto, Marcelo recebeu um resultado positivo.

Contudo, o Presidente - que cancelou toda a agenda prevista para hoje, nomeadamente, a presença física na reunião sobre a situação epidemiológica do país e as audições com os partidos -- recebeu dois resultados negativos durante o dia de hoje.

A maior parte dos candidatos, que contactou com Marcelo Rebelo de Sousa durante a última semana nos debates que decorreram nas RTP, SIC e TVI, cancelou as ações de campanha de hoje e optou pelo isolamento profilático.

O debate entre os sete candidatos a Belém está agendado para as 21:50 de hoje, no Pátio da Galé, em Lisboa, e vai ser transmitido na RTP1 e na RTP3. Marcelo Rebelo de Sousa é o único que vai participar virtualmente.

Com Lusa

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG