Marcelo liderou onde há mais casos covid-19 e maior área ardida

Os concelhos onde Marcelo Rebelo de Sousa ganhou têm uma percentagem de empregadores com o ensino superior menor que a média nacional.

Marcelo Rebelo de Sousa, domingo reeleito Presidente da República, teve melhor prestação eleitoral em concelhos com mais casos de covid-19 e com maior área ardida, segundo o portal de dados estatísticos EyeData, disponível em www.lusa.pt.

Neste portal, os resultados eleitorais de cada candidato são divididos em três, permitindo ver qual o terço dos concelhos onde foram obtidos os melhores resultados, os piores resultados e o resultado médio.

No mesmo portal, é possível cruzar esses resultados com um vasto conjunto de variáveis económicas e sociais que permitem caracterizar, em termos médios, como são os concelhos onde os candidatos tiveram melhores ou piores resultados.

Segundo o EyeData, no terço dos concelhos onde Marcelo Rebelo de Sousa obteve melhor resultado no sufrágio, a variação entre a área ardida e a média nacional é de 126,72%, uma vez que nos concelhos onde o atual Presidente da República mais liderou a área ardida é de 1,04% do território, enquanto a média nacional é de 0,46%.

Também relativamente aos concelhos com mais casos de covid-19 por 100.000 habitantes, com dados da última segunda-feira referentes aos 14 dias anteriores, Marcelo Rebelo de Sousa obteve os melhores resultados, com uma variação de 92,76%, uma vez que nesses concelhos houve 6 239,55 casos, quando a média nacional é de 3 236,99 casos.

No caso de Marcelo Rebelo de Sousa nas eleições presidenciais de 2021 é também possível verificar o seguinte:

AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

Nos concelhos onde Marcelo Rebelo de Sousa teve melhor prestação na votação de domingo, o consumo de energia elétrica por habitante é inferior em 19,07% à média nacional, já que é de 3.3739,65 kilowatts/hora por habitante (kWh/hab) face à média nacional de 4.620,76 kWh/hab.

Também a percentagem de alojamentos servidos por drenagem de águas residuais é inferior à média nacional em 26,25 pontos percentuais, já que é de 62,17% nos concelhos onde o atual Presidente da República obteve melhor resultado e a média nacional é de 84,29%.

DEMOGRAFIA

Os concelhos onde Marcelo Rebelo de Sousa teve uma melhor prestação têm também uma densidade populacional inferior à média nacional, já que é de 82,61 habitantes por km2 face à média nacional de 111,62 hab/km2.

Estes concelhos caracterizam-se também pela fraca presença de estrangeiros entre a população residente, uma vez que representam 1,97% da população total residente, um número abaixo dos 5,72% nacionais.

ECONOMIA E TRABALHO

Em termos de poder de compra, os concelhos onde Marcelo Rebelo de Sousa obteve melhores resultados ficam abaixo da média nacional, com 73,93 pontos face ao índice nacional de 100.

O mesmo sucede com a produtividade aparente das empresas, que tem um valor 19,56% abaixo da média nacional, correspondendo a uma diferença entre 19.405,72 euros e 24.123,32 euros.

Também o valor das rendas por metro quadrado é inferior nestes concelhos, já que o valor mediano corresponde a 3,58 euros onde Marcelo Rebelo de Sousa teve melhores resultados e a média nacional é de 5,67 euros, uma diferença que também se verifica no valor mediano das vendas por metro quadrado (746,48 euros para 1.210,55 euros).

EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Os concelhos onde Marcelo ganhou têm uma percentagem de empregadores com o ensino superior menor que a média nacional, já que esta é de 53,23% a nível nacional e 41,05% no caso dos concelhos com melhor prestação de Marcelo.

O número de população com mais de quinze anos com pelo menos o ensino secundário também é menor do que a média nacional, já que nos concelhos onde o Presidente da República reeleito obteve melhor resultado essa percentagem é de 21,22% e a média nacional é de 30,49%.

POLÍTICA

Marcelo esteve melhor colocado nos concelhos onde o PSD teve melhores resultados nas legislativas de 2019, uma vez que nessa altura o PSD registou 27,90% a nível nacional e 36,54% nos concelhos onde o candidato se destacou hoje, o mesmo sucedendo com a votação do CDS-PP em 2019 (4,25% no total nacional e 5,79% nos melhores concelhos de Marcelo).

O atual Presidente da República também saiu mais vitorioso em concelhos em que o PS obteve 35,44% nas legislativas de 2019, o que compara com os 36,65% que o partido do primeiro-ministro António Costa obteve então a nível nacional.

SOCIEDADE

Os concelhos onde Marcelo Rebelo de Sousa obteve melhor votação têm menor disparidade salarial média mensal entre níveis de habilitação (21,46% contra 26,15 da média nacional) e entre profissões (28,28% contra 34,72% no país).

Estes concelhos têm também um número menor de camas em hospitais por mil habitantes (1,83 contra 3,15 na média nacional), menos médicos por mil habitantes (2,58 contra 5,39 a nível nacional) e pessoal ao serviço nos hospitais (4,79 contra 12,60 no país).

Há também um menor número de criminalidade registada pelas polícias por 100.000 habitantes (256,16 contra 314,61 a nível nacional) e de casamentos não católicos (60,89 contra 69,36% a nível nacional).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG