Mais de 19 mil inscrições para o voto antecipado em mobilidade até às 12:00

Dados do Ministério da Administração Interna revelam crescimento em relação às eleições residenciais, há cerca de um ano.

Mais de 19 mil pessoas inscreveram-se para votar antecipadamente em mobilidade nas eleições legislativas de 30 de janeiro até ao final da manhã deste domingo, segundo dados oficiais avançados à agência Lusa pelo Governo.

O número de inscrições para o voto antecipado em mobilidade a 23 de janeiro era de 19.287 até às 12:00 deste domingo, segundo fonte do Ministério da Administração Interna, que coordena o processo.

Nas presidenciais de há cerca de um ano tinham sido 10.382 as inscrições até às 12:00, acrescentou a mesma fonte.

O voto antecipado em mobilidade nas legislativas, cuja inscrição começou aqui este domingo e se prolonga até quinta-feira, está preparado para um milhão e 200 mil eleitores, através de 2.600 secções, que poderão ainda ser aumentadas, anunciou o Governo.

"Iremos fazer um apelo ao voto antecipado", declarou aos jornalistas a ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, depois de ter ouvido na passada segunda-feira os partidos com assento parlamentar sobre as condições para o exercício do voto nas legislativas antecipadas de 30 de janeiro.

Segundo a ministra, o Governo quer "garantir que o maior número de pessoas possa votar antecipadamente", para prevenir situações de isolamento devido à covid-19 na data das eleições.

O secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Antero Luís, referiu na mesma ocasião que "a administração eleitoral, na sequência do agravamento da situação de pandemia, decidiu reforçar o voto antecipado em mobilidade", passando "das 675 secções de voto que havia nas eleições presidenciais, num primeiro momento, para 1.300 e, num segundo momento, para 2.600".

"Significa isto que a administração eleitoral tem o voto antecipado preparado para um milhão e 200 mil portugueses, o que dá cerca de mais 20% daquilo que é a votação habitual em termos de legislativas" disse, reiterando o apelo da administração eleitoral e do Governo para que "os portugueses se inscrevam no voto antecipado em mobilidade".

Para votar antecipadamente em mobilidade, em 23 de janeiro, uma semana antes da data das eleições, os eleitores recenseados no território nacional devem inscrever-se para esse efeito entre hoje e a próxima quinta-feira, 20 de janeiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG