Rio recorda "aliado" nos momentos importantes do país

"Queria deixar uma palavra de homenagem ao professor Freitas do Amaral. Nem sempre o PSD esteve de acordo com ele ou ele de acordo com o PSD, mas nos momentos importantes do país e do PSD o professor Freitas do Amaral foi um aliado", afirmou o líder do PSD durante um almoço da campanha eleitoral

O presidente do PSD, Rui Rio, recordou Freitas do Amaral, que faleceu esta quinta-feira, como "um aliado" nos momentos importantes do país, deixando-lhe "uma palavra de homenagem" durante um almoço de campanha.

No arranque do seu discurso perante uma plateia de empresários, em Vila Nova de Gaia (Porto), Rio disse ter acabado de receber "uma notícia triste", a da morte de Freitas do Amaral.

"Queria deixar aqui uma palavra de homenagem ao professor Freitas do Amaral. Nem sempre o PSD esteve de acordo com ele ou ele de acordo com o PSD, mas nos momentos importantes do país e do PSD o professor Freitas do Amaral foi um aliado", afirmou Rui Rio.

O líder do PSD recordou ainda que Freitas do Amaral foi fundador de "um dos principais partidos nacionais", o CDS-PP, tendo as suas palavras sido aplaudidas por toda a plateia.

O fundador do CDS e ex-ministro Freitas do Amaral morreu esta quinta-feira aos 78 anos, confirmou à Lusa uma fonte da família.

Diogo Pinto Freitas do Amaral, professor universitário, nasceu na Póvoa de Varzim em 21 de julho de 1941. Foi líder do CDS, partido que ajudou a fundar em 19 de julho de 1974 e ministro em vários governos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG