Reunião secreta para destituir Rui Rio

Jornal Público revela que vários dirigentes de distritais do PSD estiveram reunidos, na última sexta-feira, para avaliar a possibilidade de convocar um conselho nacional extraordinário e destituir Rui Rio.

Vários dirigentes de distritais do PSD estiveram reunidos na sexta-feira para avaliar a possibilidade de convocar um conselho nacional extraordinário e destituir Rui Rio, segundo confirmaram várias fontes ao jornal Público.

No entanto, o cenário não se avizinha muito provavél. Segundo as regras do partido são necessárias as assinaturas de um quinto dos membros do Conselho Nacional, isto é, 33 assinaturas, para convocar uma reunião extraordinária e, de acordo com as mesmas fontes, há pouca esperança de que os conseguir. Isto porque o líder do PSD tem aliados entre as maiores distritais do partido, como Aveiro, Porto ou Braga.

Na base do movimento de oposição ao atual presidente dos sociais democratas está o descontentamentos com a oposição feita ao Governo de António Costa, assim como o receio de que as próximas eleições legislativas resultem numa redução significativa do grupo parlamentar e, consequentemente, da infulência política do partido.

Caso haja uma reunião extraordinária do conselho nacional, órgão máximo entre congressos, é possível discutir e votar uma moção de censura e, caso esta seja aprovada, convocar um congresso no prazo de 120 dias.

Exclusivos