Redução do número de deputados. César acusa Rio de "demagogia"

O líder parlamentar do PS critica fortemente a proposta do PSD de redução do número de deputados. E acusa o presidente social-democrata de "desvalorizar as instituições e os titulares de cargos".

Carlos César atira-se à proposta de reforma do sistema eleitoral apresentada esta terça-feira por Rui Rio, a quem acusa de "demagogia". Sobretudo porque o líder social-democrata voltou a insistir na velha ideia do PSD de reduzir o número de deputados.

"Para além de não conseguir resistir a alguma demagogia que desvaloriza as instituições e os titulares de cargos, a sugestão incorre em graves problemas: diminuiria a representatividade dos pequenos partidos, prejudicando o pluralismo do parlamento, dificultaria a representação dos territórios do interior, que seriam penalizados no preciso momento em que têm de ser valorizados, e baixaria a capacidade de realizar com qualidade o trabalho parlamentar, cuja exigência tem aumentado ao longo dos anos", escreve o líder parlamentar socialista no Facebook.

"A sugestão incorre em graves problemas: diminuiria a representatividade dos pequenos partidos, prejudicando o pluralismo do parlamento, dificultaria a representação dos territórios do interior"

César diz ainda que é de lamentar que ao invés de Rio procurar consensos, a partir, por exemplo, da proposta do PS de círculos uninominais de candidatura que assegurem a proximidade sem prejudicar a proporcionalidade do sistema, o PSD insista na intransigência que não dá frutos alguns.

Lembra que no programa do PS a orientação a seguir na próxima legislatura é clara: "Reformar o sistema eleitoral para a Assembleia da República, introduzindo círculos uninominais, sem prejuízo da adoção de mecanismos que garantam a proporcionalidade da representação partidária, promovendo o reforço da personalização dos mandatos e da responsabilização dos eleitos, sem qualquer prejuízo do pluralismo."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG