Passe em Lisboa e Porto entre 30 e 40 euros e grátis para crianças

Governo vai criar um passe único para as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto que custará entre 30 e 40 euros no máximo e que permitirá crianças até 12 anos viajarem de graça.

O governo aceita financiar uma redução dos preços nos passes do Porto e de Lisboa, que permitirá a uma família alargada gastar no máximo 80 euros por mês em passes. Uma medida a contemplar no Orçamento do Estado para 2019 e que também garante que nenhum passageiro das duas áreas metropolitanas gaste mais do que 40 euros pelo título mensal de transporte. As crianças até 12 anos ficam isentas de pagamento.

Segundo o Jornal de Notícias, o passe único deverá chegar em abril ao Porto e só mais tarde à região de Lisboa. Com esta medida, o preço de um passe para viajar dentro de um concelho baixa para 30 euros e o título de deslocações intermunicipais fica por 40 euros - todos os operadores de transportes, públicos ou privados, adotarão este passe único.

O governo ainda não divulgou o custo total desta medidas, mas os autarcas das duas áreas metropolitanas já fizeram contas. Pelo passe único, pedem uma comparticipação total ao Estado de cerca de 90 milhões de euros, 64 milhões em Lisboa e 26 milhões no Porto.

Segundo o JN, no caso da Área Metropolitana do Porto, o acréscimo de despesa para o Orçamento do Estado com a introdução do passe único será, no máximo, de 14 milhões. Isto porque os 26 milhões incluem já os 12,4 milhões que o governo já paga aos operadores para que estes façam descontos sociais a estudantes, carenciados, desempregados e aos reformados.

Esta medida vai abranger 18 municípios da AML - Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira. A redução vai ser muio substantiva para pessoas que se deslocam de concelhos mais distantes para trabalhar em Lisboa, como é o caso de Setúbal, em que um passe combinado ultrapassa os 120 euros.

Na Ára Metropolitana do Porto serão contemplados os 17 concelhos que a compõem - Arouca, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Paredes, Porto, Póvoa do Varzim, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, São João da Madeira, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia.

O primeiro-ministro António Costa anunciou estas novas medidas para os transportes urbanos na segunda-feira na entrevista à TVI. A justificação para a introdução do passe único é de atrair mais utentes para os transportes públicos e reduzir assim o tráfego automóvel e melhorar o ambiente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG