Comunistas enviam condolências à família de João Semedo, antigo funcionário do PCP, e ao BE

João Semedo foi militante comunista entre 1972 e 2003.

O PCP enviou esta terça-feira, através de uma breve nota, condolências à família e ao partido político do antigo coordenador do BE João Semedo, que morreu esta madrugada aos 67 anos.

"Perante a notícia do falecimento de João Semedo, o PCP endereça à família e à direção do Bloco de Esquerda, as suas condolências", é a única frase do documento enviado à comunicação social.

A nota do PCP, citada pela Lusa, não faz referência à ligação de João Semedo ao Partido Comunista Português.

João Semedo, que morreu esta terça-feira, aos 67 anos, vítima de cancro, foi militante comunista entre 1972 e 2003. Entre 1978, quando se muda para o Porto, e 1991, altura em que volta a exercer medicina, foi funcionário do PCP. Deixou o partido em 2003 e pertenceu ao Movimento Renovação Comunista.

O deputado comunista António Filipe salientou a sua atividade recente. "Foi uma personalidade muito marcante na vida política nacional. Desenvolveu uma atividade muito relevante, designadamente no plano parlamentar e particularmente na área a que se dedicava muito, que era a das políticas de saúde. Tivemos com ele, naturalmente, divergências e convergências, mas sempre uma excelente relação".

António Filipe, que falava aos jornalistas nos passos perdidos do parlamento, reiterou que "foi com muito pesar" que o PCP teve conhecimento da notícia e reiterou "as mais sentidas condolências" a familiares e membros do BE pelo sucedido.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG