Inaugurado cemitério com militares portugueses em Aileu

Memorial de homenagem aos soldados portugueses e timorenses mortos na segunda Guerra Mundial inaugurado em Aileu.

O descerrar de uma placa e a deposição de uma coroa de flores junto ao memorial no interior do cemitério militar de Aileu assinalaram, esta segunda-feira, o fim do processo de recuperação desse local há muito abandonado.

A cerimónia contou com a presença do almirante Silva Ribeiro, chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), e do tenente-general Chito Rodrigues, presidente da Liga dos Combatentes, entidade que tem a seu cargo a manutenção dos cemitérios onde estão sepultados soldados portugueses em várias partes do mundo.

O cemitério - onde estão 10 campas com 12 corpos de militares portugueses e timorenses - foi recuperado por elementos da engenharia timorense, após proposta portuguesa.

Após a cerimónia à entrada do cemitério, um arco encimado pelo brasão de armas português onde foi descarrada uma placa alusiva ao momento, seguiu-se a cerimónia de deposição de uma coroa de flores junto ao monumento em honra daqueles militares mortos durante a segunda Guerra Mundial.

Nesse monumento está uma placa alusiva "Aos Massacrados de Aileu - 1942", na sequência da invasão japonesa da ilha de Timor-Leste..

Exclusivos